quarta-feira, 2 de setembro de 2009





A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em conseqüência da dengue.

Nos últimos dias, o pânico tem imperado entre os brasileiros em decorrência da crescente epidemia de dengue. E não está sendo fácil conter o seu avanço.
Só no Estado do Rio de Janeiro, já foram notificados mais de 90 mil casos de contaminação pelo vírus e mais de 170 mortes pela doença.
A campanha do combate ao mosquito transmissor da dengue vem atuando com freqüência, enquanto a medicina convencional se empenha em combater os sintomas e promover a cura.

Mas seria ótimo se houvesse uma maneira de nos prevenir em definitivo e, mais ainda, nos tornarmos imunes ao vírus. Sonho?
Não mesmo. A Homeopatia e a Fitoterapia vêm surgindo como novas aliadas não só no combate à doença, mas na sua prevenção.
Para falar sobre o assunto, conversamos com *Eliete Fagundes, professora de Homeopatia da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais. Na entrevista, a especialista, além de explicar melhor o assunto, ensina a como se prevenir e tratar a dengue através da natureza.

1) Quais a principais vantagens de tratar a dengue com medicamentos homeopáticos?

A pessoa torna-se imune à doença na fase aguda e também quem já teve não a cronifica - o que possibilitaria a reincidência, que é cada vez mais grave. O custo do remédio homeopático para dengue é muito baixo, sendo, portanto, acessível a toda a população.

2) A ciência já comprova a eficácia no tratamento para a dengue através da Homeopatia? E da Fitoterapia?

O Brasil é um país pioneiro neste campo. As pesquisas são muito incipientes em ambas as áreas. No caso da homeopatia, a prática comprova, tanto que Cuba exportou este modelo de tratamento, com muito sucesso no país.

3) O tratamento homeopático contra a dengue é apenas preventivo, ou pode ser utilizado para combater os sintomas e promover a cura da doença? Há contra-indicações?

Além de preventiva, ela já ameniza os sintomas da doença nas primeiras horas e em poucos dias remove os sintomas. O remédio não pode ser tomado indefinidamente. A melhora quase que total se dará em uns 3 a 5 dias, mas deve continuar sendo tomado por mais uns 10 dias para depois suspender.

4) É possível que a pessoa se torne imune ao vírus, se utilizando de medicamentos homeopáticos, sem ao menos ter sido picada?

Sim, a homeopatia é preventiva. Se o organismo estiver fortalecido como um todo, não contrairá outros tipos de doenças também.

5) E no caso da Fitoterapia? Ela pode também ser preventiva ou apenas serve para agir contra o vírus?

A fitoterapia também age preventivamente, mas a ação é mais limitada do que a da homeopatia.

6) O tratamento com Homeopatia ou com as plantas medicinais pode ser feito em quadros mais avançados da dengue?

Sim, ambas são eficazes na fase aguda.

7) Pode se afastar a presença do mosquito Aedes aegipty com o uso de medicamentos fitoterápicos?

Sim, a Citronella, a Arruda, seja plantadas em vasos ou usadas como incenso, podem espantar o mosquito da dengue.

8) Para se obter os medicamentos, a pessoa deve apresentar prescrição médica pelo homeopata, ou já existem algumas indicações já pré-estabelecidas de medicamentos nas farmácias homeopáticas que podem ser utilizados com segurança para tratar os sintomas e a doença?

Não são todas as farmácias homeopáticas que têm conhecimento dos remédios, mas fizemos uma distribuição em massa de jornais nos principais estabelecimentos do Rio de Janeiro com a orientação de tratamento.

Não há necessidade de prescrição médica, basta ter o conhecimento dos remédios certos e saber como usá-los.

9) A Homeopatia já entrou na linha de frente do combate à dengue nos postos?

Ainda não, mas se a homeopatia fosse adotada nos postos de saúde, o custo seria para o governo de no máximo uns R$ 0,01 por pessoa.

10) É possível que a pessoa, ao se julgar curada da doença, continue com o vírus? Como verificar isso? Nesse caso, a medicina convencional é eficaz?

Os exames da medicina convencional devem ser mantidos se houver alguma suspeita, mas se a pessoa seguir as indicações acima não haverá chance nenhuma de continuar com o vírus.

11) Que medidas você sugere no combate à epidemia de dengue que vem assustando o Brasil?

As medidas sanitárias convencionais devem continuar sendo adotadas, mas se a população for tratada preventivamente para não contrair a dengue com as homeopatias citadas acima, os resultados serão mais eficazes e duradouros, além de redução de custos para o governo brasileiro.

12) Poderia dar algumas dicas de tratamentos homeopáticos para a dengue?

1 - PREVENTIVO PARA DENGUE COMUM E A HEMORRÁGICA:

. Eupatorium Perfoliatum CH 5, 5 gotas 2 vezes ao dia durante 3 dias.

. Phosphorus CH5, Sulphur CH5 e Tuberculinum CH12, em frascos diferentes, alternados, 5 gotas 2 vezes ao dia durante 15 dias.

2 - PARA QUEM JÁ ESTÁ COM OS SINTOMAS DA DENGUE:

Eupatorium Perfoliatum CH 30, 5 gotas 5 vezes ao dia nos 3 PRIMEIROS DIAS e depois 2 vezes ao dia por mais 12 dias.

3 - PARA QUEM JÁ ESTÁ COM DENGUE HEMORRÁGICA:

Crotalus Horridus CH 30 e Phosphorus CH30 alternados, 5 gotas 5 vezes ao dia nos 3 PRIMEIROS DIAS e depois 2 vezes ao dia por mais 12 dias.

13) E na Fitoterapia? O que usar?

PARA QUEM JÁ ESTÁ COM OS SINTOMAS DA DENGUE:

1 - Usar as seguintes ervas: Cavalinha, Erva-tostão, Melissa, Guaco, Erva Cidreira e Picão. Pegar 2 centímetros de cada uma delas e preparar em 2 litros de água, assim que ferver, desligar o fogo e colocar as plantas tampando o recipiente por 15 minutos. Tomar várias vezes durante o dia por 6 dias consecutivos.

2 - ALTERNAR O CHÁ 1 COM: folha de Melão-de-são-Caetano junto com folha de Mamão. A forma de preparo e a posologia é a mesma citada acima.

Por Ana Elisa Arnold colaboradora
* Eliete M. M. Fagundes é professora de Homeopatia da Universidade Federal de Viçosa e, juntamente com José Alberto Moreno, criou um método inédito na homeopatia mundial ao selecionar modelos vivos de plantas, animais e humanos, representando personalidades homeopáticas. Mais informações no site:
http://www.homeopatias.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário